terça-feira, 30 de novembro de 2010

No Dia dos 75 Anos Da Morte De Fernando Pessoa II

O que Me Dói não É

O que me dói não é
O que há no coração
Mas essas coisas lindas
Que nunca existirão...

São as formas sem forma
Que passam sem que a dor
As possa conhecer
Ou as sonhar o amor.

São como se a tristeza
Fosse árvore e, uma a uma,
Caíssem suas folhas
Entre o vestígio e a bruma.
.
Fernando Pessoa

Chuva, Frio E Trovoada

É o cenário metereológico e económico que temos...

No Dia dos 75 Anos Da Morte De Fernando Pessoa

Pouco me importa.
Pouco me importa o quê? Não sei: pouco me importa
.
Alberto Caeiro (1917)

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Disco - In The Name Of The Father

Banda sonora do filme de Jim Sheridan.Creditada a Trevor Jones, inclui nomes como Bono, Gavin Friday, Kinks, Bob Dylan, Jimmy Hendrix, Maurice Seezer, Bob Marley, Sinéad O´Connor, entre outros. O resultado? Magnifico, como é óbvio... 

Música - Dedicated Follower Of Fashion

Kinks, um original de 1966, incluido na banda sonora de In The Name Of The Father

Alguns Dos "Excitadinhos"

Com isto, são os mesmos que condenam vigorosamente qualquer escuta aos amigos...

Filme - Em Nome Do Pai

7 nomeações aos Oscares (Actor Principal: Daniel Day-Lewis, Actor Secundário: Pete Postlethwhite, Actriz Secundária: Emma Thompson, Realização, Filme, Montagem e Argumento Adaptado), Urso de Ouro em Berlin, entre vários prémios e nomeações, foi baseado na autobiografia de Gerry Conlon (Proved Inoccent - 1990) e realizado em 1993 por Jim Sheridan, assente nos casos "Guildford Four" e "Maguire Seven"., um dos mais crassos erros judicários da história, assente num "festival" de arbitrariedades, abusos de poder e erros primários. Em 1974 um ataque terrorista do IRA provocou 5 mortes num pub inglês, Gerry (Lewis) e o seu amigo Paul (John Lynch) são considerados culpados, arrastando amigos e familiares (incluindo menores). Gerry e Paul cumpriram 15 anos de prisão (tinham sido condenados a pena perpétua), o pai de Gerry (Guiseppe - Postelthwhite, condenado a 12 anos morreu na prisão). Gareth Pierce (Thompson) vai ser a advogada responsável pela "inocentação" dos inocentes. Um filme "politicamente orientado", o qual nunca perde a mão, num tema profundamente delicado (o "ponto final" foi apenas colocado em 2005 por Tony Blair, ao pedir desculpas públicas pelo acontecido)  

Música - In The Name Of The Father

Bono com Gavin Friday

Música - (You Made Me The) Thief Of Your Heart

Nomeado aos Globos de Ouro, faz parte da banda sonora de In The Name Of The Father, a voz é de Sinéad O´Connor, tendo o tema sido composto por Bono, Gavin Friday e Maurice Seezer

domingo, 28 de novembro de 2010

Ano 3

Completa-se hoje o 3º ano de existência deste cantinho. Quase 4800 posts, quase 1900 músicas "ouvidas", quase 150 livros "lidos", mais de 360 filmes "vistos", mais de 350 discos "tocados". Visitantes? Mais de 19 mil e 300, os quais consultaram mais de 41 mil e 200 páginas. Repito o anteriormente escrito: Quem se sente bem em entrar aqui, pode continuar, quem não gosta tem "n" outros sitios para visitar.  

sábado, 27 de novembro de 2010

Música - North And South Of The River

U2, tema de 1995

Causas Sociais

Felizmente posso, e felizmente a minha consciência social "empurra-me" para ajudar o Banco Alimentar Contra A Fome.  Hoje não foi excepção. Não sou nem melhor nem pior do que os outros, apenas entendo que devo ajudar (amanhã não sei de que lado estou), apenas me choca profundamente ouvir o Sr PM socialmente mais insensível de sempre, falar sobre determinadas matérias sociais. Um pouco de vergonha e decência na cara não fariam mal (antes pelo contrário) ao Sr José Socrates...Não fosse a denominada "sociedade civil", representada nos cidadãos anónimos, nas IPSS e derivados, e muitos portugueses estariam ainda muito pior. O governo? Não me lixem... 

Presidenciais 2011 - XXIII

Todas as sondagens (a cerca de 2 meses das eleições), dão uma tranquila vitória de Cavaco Silva á primeira volta. Na minha opinião, faz todo o sentido: Cavaco (como qualquer um de nós), cometeu erros, mas globalmente tem sido o "Presidente de todos os Portugueses", na senda de Eanes e Soares (Sampaio foi a excepção, tendo sido (do primeiro ao último minuto) Presidente de alguns Portugueses - Aliás a sua posição nestas eleições é profundamente coerente com o seu pensamento -  Apoio á esquerda e á extrema-esquerda). Defensor de Moura é um candidato "virtual", Francisco Lopes é a face mais radical do PCP, Fernando Nobre é um erro de casting e Manuel Alegre encontra-se "perdido em combate" (Quando é que os seus acessores o mandam calar ?). 60% á primeira volta? Parece-me um cenário perfeitamente possível

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Objectivamente

O que é que o país real ganhou com a greve de ontem?

Música - To The Cave

Maurice Jarre, banda sonora de Dead Poets Society

Filme - O Clube Dos Poetas Mortos

Atrevo-me a dizer que é acima de tudo um estado de espirito, subversivo a espaços e um manifesto pelo "pensar pela própria cabeça", num trabalho muito bem engendrado. Ano de 1959, Welton é um colégio elitista, rigoroso e profundamente conservador. John Keating (Robin Williams), um brilhante ex-aluno é o novo professor de Inglês, o qual vai subverter as regras, tendo um objectivo: a maximização de cada ser humano. Realizado por Peter Weir em 1989, valeu a Tom Schulman o Oscar de Melhor Argumento Original e 3 outras nomeações (Filme, Realização e Actor Principal: Robin Williams), entre outros prémios (Onde se inclui um César). Um jovem elenco (á data) onde Robert Sean Leonard (Neil), Ethan Hawke (Todd), Josh Charles (Knox), Gale Hansen (Charlie), entre outros, dão cartas

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Música - Who Can It Be Now?

Men At Work, album Business As Usual (1981)

Greve Geral

Sobre números não falo (a desonestidade de ambos os lados fala por si). Fez greve quem quiz e quem pôde, não fez greve quem não quiz e quem não pôde, ponto final. O que é que eu fiz? Fui trabalhar que é para isso que me pagam...

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Isto Não Promete Nada De Bom

As autoridades de Seul confirmaram a morte de dois soldados, na sequência do ataque da artilharia lançado pela Coreia do Norte contra a ilha de Yeonpyeong.
Terão sido disparados cerca de duzentos obuzes. Há dezenas de feridos, entre militares e civis. Dois militares encontram-se em estado grave.
Várias casas foram destruídas. A maior parte dos tiros atingiu uma base militar sul-coreana.
Pyongyong acusa Seul de ter iniciado a troca de tiros e afirma ter ripostado com uma acção forte.
O exército sul coreano mantém-se em alerta máximo. O governo de Seul convocou uma reunião de emergência do gabinete de segurança do país. O banco central da Coreia do Sul também convocou uma reunião de emergência.
O presidente sul coreano diz que se oporá a um conflito de maior amplitude, mas afirma que a resposta de Seul deverá ser firme.
Para já, o governo decidiu adiar sine die as negociações entre os dois países que deveriam ocorrer sob a égide da Cruz Vermelha.
A Coreia do Norte e a Coreia do Sul estão tecnicamente em guerra há mais de cinco décadas, mas o conflito armado tem sido evitado. Desconhece-se o que terá desencadeado o ataque.
A China e a Rússia manifestaram forte preocupação com a situação e com a possível escalada militar do conflito; o primeiro-ministro japonês pediu aos seus ministros para se prepararem para todas as eventualidades; os Estados Unidos condenaram fortemente o ataque pedem o fim das actividades beligerantes na península da Coreia.
A ilha de Yeonpyeong está situada a sul da linha fronteiriça decretada pelas Nações Unidas depois da guerra da Coreia, mas situa-se a norte da linha de partilha reivindicada pela Coreia do Norte.
Nesta zona ocorreram já graves incidentes navais na última década. (Noticia do Euronews)

Música - Loving The Alien

David Bowie ao vivo em 2003 com a colaboração de Gerry Leonard

Música - Blue Jean

David Bowie ao vivo em 2004

Música - Tonight

David Bowie e "miss hot legs" Tina Turner

Disco - Tonight

Desprezado pela maioria da critica, e mal amado por parte dos fans, este disco foi lançado em 1984 por David Bowie. Reconheço que se encontra muito distante das (várias) obras primas do músico, mas quantos artistas gostariam de o ter no seu CV? Atrevo-me a dizer que quase todos...Genuinamente nunca percebi "preto no branco" a sua má fama, a qual considero profundamente injustificada.   

Na Minha Ingenuidade

Cheguei a admitir que tantas discussões sobre taxas do IVA produzissem algum bom senso. Errado: A partir de 1 de Janeiro a Coca Cola continua a 6%, tal como esse bem de primeira necessidade e acessível a qualquer criatura: O foie gras genuino de ganso. Já o luxuoso feijão em lata vai ser taxado a 23%, ao mesmo nível doutras excentricidades: Papel higiénico, pasta de dentes, p.ex.. Mas para mim o "must" é mesmo este: Cerelac (6%) Nestum (23%), ex-equo com a seguinte situação: Um editor vende o livro A, oferecendo na sua compra o disco B (IVA de 6%). O mesmo editor vende o disco B, oferecendo na sua compra o livro A (IVA de 23%). Quem legisla estas preciosidades das três uma: Ou não vive em Portugal, ou é patrocinado por alguém, ou taxa conforme os seus gostos pessoais...

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Música - Lady Jane

Rolling Stones, lado b de Mother´s Little Helper (1966)

Música - Down In The Hole

Rolling Stones, labo b de Emotional Rescue (1980)

Sondagens

Segundo a Intercampos, PSD 39.2% contra 30.5% do PS, 11% do BE, 9.7% do PCP e 8.5% do CDS-PP.
Cavaco Silva 61.5%, Manuel Alegre 26.1%, Fernando Nobre 4.5%, Francisco Lopes 3.7%, Defensor de Moura 0,5%

O Cão E A Falta Dele

Certas pessoas acham que durante a cimeira da NATO existiu excesso de zelo: Que mal teria feito as fronteiras estarem escancaradas, que mal teria feito que manifestantes autorizados e não autorizados ("activistas segregados", na expressão de Sérgio Lavos - A qual me causa arrepios - Se for rapaziada de direita são fascistas e coisas piores, sendo de esquerda são activistas-...) se juntassem?. Nunca saberemos, mas uma coisa sabemos: Se algo desse para o torto, essas pessoas seriam as primeiras a exigir cabeças  . Excesso de zelo? Mesmo (e não me parece) que tenha existido é sempre preferível á bandalheira.

domingo, 21 de novembro de 2010

Cimeira Da Nato E Portugal

Um sucesso a todos os níveis: Organização, segurança e resultados. Mais uma vez Portugal passou com nota máxima um grande evento internacional (tal como aconteçeu na Expo98 e no Euro 2004 - os mais mediáticos - mas também em muitos outros). A cimeira não nos resolveu o défice? Nem era suposto, mas se contribuir para nos levantar um pouco o ego, e para dar uma melhor imagem internacional do nosso país, então valeu a pena cada cêntimo gasto.

Música - Eight Line Poem

David Bowie, album Hunky Dory (1971)

Música - Letter To Hermione

David Bowie, album Space Oddity (1969)

sábado, 20 de novembro de 2010

A Época Do Cinismo

Sem calendário oficial de inicio e fim (ao contrário doutras épocas, como a balnear e a dos incêndios, p.ex) , aproxima-se rapidamente e traduz-se nos denominados "jantares de Natal", os quais assumem várias vertentes dentro de cada organização: O "da equipe de todos os dias", o "regional", o "da direcção" o "nacional", o "internacional" e outras variantes. Básicamente o comportamento é o mesmo: Convivemos com os mesmos de todos os dias (pouco importa que estejam presentes 10, 20, 50 ou 1000 pessoas), trocamos conversa de circunstância com aqueles que não conhecemos e fingimos ser uns "gajos porreiros" com aqueles que não gostamos. Passada "a coisa" volta tudo ao normal, até ao próximo ano...

Música - Musette And Drums

Cocteau Twins

Música - Sugar Hiccup

Cocteau Twins

Música - In Our Angelhood

Cocteau Twins

Música - Five Ten Fiftyhold

Cocteau Twins

Disco - Head Over Heels

2º disco de originais para os Cocteau Twins (1983). Começa aqui, não só, a "suavização" do som da banda (que passou de quarteto para dueto, com Fraser na voz e Guthrie na guitarra, baixo e Drum Machine), mas igualmente a "libertação" da invulgar voz de Elizabeth Fraser. É um disco magnífico, seja qual for o seu ponto de observação. Atrevo-me a dizer que nem daqui a 1 milhão de anos perderá uma infima parte do seu extraordinário fascínio...

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Música - Two Tribes (Annihilation Mix)

Versão "longa" para um original de Welcome To The Pleasure Dome (1984), Frankie Goes To Hollywood



Ladies and gentlemen, let me present
Frankie goes to hollywood
Possibly the most important thing
This side of the world.

Oh yeah, well ard!

You may pronounce us guilty a thousand times over, but the goddess of the
Eternal court of history will smile and tear to tatters the brief of the
State prosecutor and the sentence of this court, for she acquits us
Condemn me
Condemn me
Condemn me
History will absolve
Singing "this will be the day that I die".
Yeahhhhhaaaa
(if your grandmother or any other member of your family should die whilst in the shelter,
Put them outside, but remember to tag them first for identification purposes.)
Go to war
Go to war
Go to war
Heh
Just think, war breaks out and nobody turns up.
(if any member the family should die whilst in the shelter, put them outside,
But remember to tag them first for identification purposes.)
(if your grandmother or any other member of the family should die whil... ...dentification purposes.)
Heh heh
It’s enough to make you wonder sometimes if you’re on the right planet.

Let’s go

*when two tribes go to war
A point is all you can score
When two tribes go to war
A point is all you can score

Cowboy no. 1
A born-again poor man’s son
On the air america
I modelled shirts by van heusen-yeah

You know

*(repeat)

Working on the black gas

Switch off your shield
Switch off and feel
I’m working on loving-yeah
Giving you back the good times
Ship it out-out
I’m working for the black gas

*(repeat)

We got two tribes
We got the bomb
We got the bomb-yeah
Sock it to me biscuits-now

Are we living in a land
Where sex and horror are the new gods?
Yeah

When two tribes go to war
A point is all you can score

No Pasa Nada

Lendo, por estes dias, o Arrastão ficamos muito bem elucidados sobre a opinião da denominada "esquerda caviar" sobre a NATO, em particular, e sobre a democracia em geral. De acordo com Pedro Sales não é crime ser anarquista e não gostar da policia. Pois não, da mesma maneira que não é crime não gostar do BE. O problema é quando se começam a destruir restaurantes da Mac Donalds, bancos, ou se preferirem, sedes do BE. Aí, salvo melhor opinião, parece-me que estamos perante um crime. Achar todo este artigo um nojo (e outros do mesmo calibre), também não me parece que seja um crime, mas posso sempre estar enganado...A "talhe de foice", gostava de saber a opinião de Manuel Alegre (que passa a vida a dizer que Cavaco não tem opinião sobre nada) relativamente á postura dos seus amigos do BE (a comunicação social passa a vida a dizer que é o candidato do PS e do BE, quando na verdade é exactamente ao contrário), e aqui não estamos perante uma questão "Peanistica", por muito que isso custa a alguns...  

O Que É Que A NATO Tem

Artigo de Paulo Pinto Mascarenhas
.
Nada de mais contraditório que o slogan "Paz sim, NATO não" que por aí se anda a escrever em blogues e sítios ligados à extrema-esquerda mais cavernícola. A Aliança Atlântica garantiu a paz na Europa e no Ocidente durante os últimos sessenta anos, para além de ter contido a ameaça totalitária da União Soviética. Exterminada a ameaça do comunismo, a NATO sofreu um processo de metamorfose estratégica. O seu papel no reforço das relações transatlânticas, como amarra política dos Estados Unidos à Europa, continua a ser fundamental, mas falta ainda definir o seu novo papel no Mundo. A cimeira de Lisboa poderá ficar ligada a esse novo conceito estratégico da Aliança. Para que serve a NATO no século XXI? Para combater o terrorismo - o que justifica a intervenção no Afeganistão, como forma de combater o narcotráfico, um dos principais meios de financiamento do terror? Para conter futuras ameaças totalitárias, os nacionalismos dispersos, como instrumento de prevenção de conflitos ao serviço das Nações Unidas? Lisboa irá moldar o futuro da NATO, disse o secretário-geral da Aliança Atlântica. Só por isso, já valerá a pena.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Música - Something To Believe In

Clannad com Bruce Hornsby, album de 1987 Sirius

Provavelmente O Melhor "Não Golo" Da História Do Futebol

As Democracias Devem Estar Armadas

Artigo de José Pacheco Pereira
.
A uma semana da cimeira da NATO, Lisboa enche-se de inscrições, cartazes, murais contra a organização. Alguns dos cartazes são em inglês e alemão, o que mostra internacionalização do protesto. Na sua maioria, as inscrições são do PCP e de alguns dos seus avatares criados para a ocasião, e do Bloco de Esquerda cujas posições merecem alguma atenção mais à frente. O resto provém de alguns grupos esquerdistas ínfimos, como aqueles ligados à Internacional de que faz parte o POUS. Com a ignorância habitual, a televisão deu a estes pequenos e insignificantes grupos portugueses o papel de espantalhos para meter medo, certamente com informações sopradas para justificar as despesas com a segurança pela central de contra-informação que actua junto do Governo. Fossem apenas estes os participantes no mais que legítimo direito democrático de protestar, e pouco mais poderia haver do que alguns incidentes isolados, ou nem isso. Mas não é assim.
No plano internacional já a coisa fia mais fino, porque há grupos especializados e profissionalizados em criar tumultos nestas ocasiões, não por a cimeira ser em Lisboa, um país irrelevante para eles, mas por virem cá os grandes do mundo e uma coorte de jornalistas. Muita televisão, muitos jornais, muitas agências, logo grande cobertura mediática, o isco para pequenos grupos violentos que fazem este turismo caro da pancadaria anti-capitalista, anti-imperialista, antimilitarista, anti-etc. Um autocolante em inglês de um grupo "antifascista" alemão, colado nas ruas de Lisboa, mostra uma velha camponesa a "fazer o dedo", e tem uma legenda significativa; "Fuck off!" os "racistas, fascistas, anti-semitas, suprematistas da espécie ("speciesists"), sexistas, homofóbicos, nacionalistas e patriotas". Como catálogo dos inimigos não está mal, incluindo a luta contra os "speciesists", uma palavra difícil de traduzir, mas que denota a vinda de um grupo de gente muito radical que promete fazer a vida negra aos donos dos aviários, para combater os preconceitos contra as espécies não humanas...
Estes grupos anarquistas (uma designação que utilizo pelo costume habitual, mas que é pouco rigorosa) e esquerdistas, alguns com história conhecida de protestos violentos, prometem animação. Alguma sarrafusca haverá, mas espero que a nossa polícia não seguirá as práticas mansas que tem com as claques, mesmo desprovida das viaturas antimotim que deviam vir a tempo e não vieram, e que quando vierem vão gloriosamente apodrecer no mesmo armazém que deve ter os equipamentos de protecção antinuclear que o engenheiro Guterres comprou em plena histeria do "urânio enriquecido". Estas histórias de sumo ridículo são mais uma contribuição dos nossos incapazes governantes para ajudar a deslegitimar uma organização de que Portugal faz parte e cujo destino devia tomar muito a sério.
Os veteranos do combate contra a NATO e aqueles que vão dar o grande contingente de rua (e o mais pacífico) são os comunistas. Os bloquistas vão ter um pé nos dois grupos, um na massa pacífica dos herdeiros da geoestratégia da URSS, outro nos grupos mais agressivos. Mas os comunistas levarão à rua uma curiosa contradição que revela o peso da história e da tradição (o PCP é uma das mais conservadoras organizações da vida política portuguesa) e a sua incongruência com as realidades contemporâneas, a começar pela suprema ironia de ver o descendente directo do "sol na terra", sob a forma do Presidente Medveded, a participar numa cimeira da NATO, descendo na Portela num avião com a bandeira de Pedro, o Grande. Os comunistas, quer a organização-mãe, quer as sobrevivências do mundo póstumo do internacionalismo pró-soviético, como esse curioso Conselho Português para a Paz e a Cooperação, muito anos financiado pela URSS, e que não era nem português, nem pacífico, nem cooperante, transportam para as ruas de Lisboa o mundo orwelliano das últimas abencerragens da política externa soviética, agora sem URSS.
O que ficou dessa geoestratégia soviética foi um forte antiamericanismo que se dissolveu em múltiplas versões menores, em particular no novo esquerdismo antiglobalizador que cresceu com o desastre do Iraque e com as dificuldades do Afeganistão. Esse antiamericanismo global acaba por ser também o terreno natural em que se coloca o Bloco de Esquerda, herdeiro de outras tradições do movimento comunista, como a da IV Internacional e a do maoísmo, irmanadas também elas nesse mesmo manto de causas difusas, agora sem guia nem vanguarda. Nesse sentido há pouca autonomia real do Bloco de Esquerda em relação à posição de orfandade do PCP, apesar de uma retórica que tenta a diferenciação através de uma valorização de causas e de direitos que nenhum papel tinha na subserviência face à URSS da posição comunista.
Quem combatem todos estes grupos? A única organização armada que é hoje constituída na sua esmagadora maioria por democracias. Nem sempre foi assim no tempo da guerra fria e concedo que não o possa ainda ser inteiramente, para deixar em aberto o caso especial da Turquia, de qualquer modo muito mais democrática do que a plêiade dos mais virulentos opositores da NATO como Cuba, a Venezuela e a Coreia do Norte. A NATO venceu a guerra fria ao Pacto de Varsóvia e foi o instrumento fundamental para travar o expansionismo soviético na Europa do pós-guerra, mantendo uma força de dissuasão permanente que impediu a URSS de ultrapassar os seus já ilegítimos domínios nos países do Centro e Leste da Europa e a ocupação dos países bálticos.
Porém, terminada a guerra fria, que papel pode ter a NATO? Esta é a questão que mais uma vez estará presente na actual revisão do conceito estratégico da NATO, numa altura em que esta está presente no mais complexo teatro de guerra mundial, o Afeganistão. O complexo processo de encontrar um novo consenso sobre as regras de intervenção da organização num mundo pós-guerra fria, para além da regra da defesa colectiva dos seus membros, incluindo as novas parcerias de segurança, a mais importante das quais é com a Federação Russa, não pode, no entanto, esconder uma realidade nua e crua. É que sem a NATO o mundo fica muito mais perigoso e inseguro. Mesmo que desaparecesse a ONU, os riscos para a segurança mundial seriam maiores, se as democracias perdessem a sua organização de defesa e segurança. E é por isso que o papel dos EUA, a única verdadeira democracia armada que subsiste no mundo, é crucial. Também por isso se compreende que o antiamericanismo esteja no âmago da luta anti-NATO que andará à solta pelas ruas de Lisboa.



Bora Lá Pá! A "Manif" Tem Garinas Da Estranja E Vai Ser Bué Da Fiche!

Artigo de Luis Filipe Coimbra
.
Nas últimas eleições legislativas realizadas em Portugal, pelo menos 4 milhões, 439 mil e 834 portugueses (quase 80% dos votos expressos) votaram em partidos políticos que são inequivocamente a favor da existência da NATO.
Passados os tempos da "guerra fria", a NATO salvou os muçulmanos na Bósnia-Herzegovina e no Kosovo de serem massacrados por uma Sérvia militarista ainda saudosista do seu colonialismo nos Balcãs.
Claro que nem eu nem ninguém gosta da guerra. Mas hoje a NATO, com mandato das Nações Unidas e à frente de uma coligação militar que engloba, para além de Portugal, mais 47 Países (da Islândia, Noruega e Ucrânia à Austrália e Nova Zelândia, da Jordânia e Emiratos Árabes Unidos à Malásia, Bósnia-Herzegovina e Azerbaijão) tenta que os talibãs (movimento político-religioso representativo de 1,5% da população, no máximo), não voltem ao poder no Afeganistão pela força para restaurar naquele País o seu "regime": ausência de liberdade, negação total dos direitos políticos e sociais das mulheres, proibição da televisão e destruição de monumentos milenários, mesmo que de origem muçulmana, negação de qualquer versão de marxismo ou comunismo e aceitação do capitalismo desde que sujeito ao poder religioso de um Estado anti-laico!
Como democrata, considero perfeitamente legítimo o direito à livre opinião e organização de manifestações públicas, por mais absurdas que elas pareçam ser.
Mas ao participarem no Marquês de Pombal no próximo Sábado num comício contra a NATO e pelo "fim da guerra", que pretenderão os manifestantes?
Ajudar no regresso ao poder dos ultraminoritários totalitários e fanáticos talibã?
Ou muito simplesmente ir lá pró "convívio" mais umas "jolinhas" a seguir à "manif" com a malta fina da estranja que veio até cá porque os paizinhos são ricos e pagaram as viagens?

Uma Cimeira Todos Os Meses

Afinal (e contra o que consta) o que não falta são polícias, carros da polícia e motas da polícia. Quem tiver dúvidas é só ir a Lisboa por estes dias...Já agora, nunca vi tanta fita azul a vedar estacionamento e os "pópós" tão bem estacionados (aliás, quem se deve estar a rir com a cimeira são as empresas de reboques)...

Por Motivos Pessoais

Fui hoje a Lisboa. Confesso que já estou desabituado do "pára-arranca" e do "granel" em geral ...

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Música - Night Of The Lotus Eaters

Nick Cave com os Bad Seeds, Dig, Lazarus, Dig!!! (2007)

Música - Way Down In The Hole

Tom Waits, Franks Wild Years (1987)

Filme - Perseguido Pelo Passado

Brian de Palma pode ser acusado de tudo, menos de não saber filmar...Este seu trabalho de 1993 é um extraordinário exercicio de camara (Se mais não houvesse (e há muito lá pelo meio) bastava reter a cena de abertura (na verdade o fim do filme) filmada a preto e branco e toda a sequência final). Carlito Brigante (Al Pacino) é um Porto Riquenho condenado a 30 anos de prisão por tráfico de droga, que é liberto ao fim de 5 pelo seu advogado David Kleinfeld (Sean Penn). Uma vez cá fora tem 2 objectivos: Reconquistar a mulher que ama (Gail - Penelope Ann Miller) e ter uma vida decente, só que...Uma história bem contada, assente em excelentes actuações (Penn e Miller foram nomeados ao Globo de Ouro), com a camara de Palma sempre em plano maior. Referência para uma breve aparição de Viggo Mortensen como Lalin.

Obama Obscurecido Pelo Seu Próprio Brilho

Artigo de José Pacheco Pereira
.
Obama foi eleito com tanto esplendor que a chama iria obscurecer alguém. A curto prazo foi McCain e os republicanos, a médio (o médio cada vez mais curto que o encolher do tempo mediático gera) foi o próprio Obama a vítima. É que a sua presidência tem sido pouco mais do que entre o medíocre e o suficiente, enredada em promessas irrealistas e em esperanças exageradas. Como diz um provérbio com base na física popular, tudo o que sobe tem que descer. A gravidade é uma coisa muito séria.
Mas quem iria imaginar que a Nemésis da vitória pessoal de Obama iria ser não uma pessoa mas um movimento colectivo? Com a história é sempre a aprender… Há muitos lunáticos no Tea Party mas o movimento é do mais puramente americano que há. Mário Soares chama-lhe “movimento de extrema-direita”, com o mesmo radicalismo com que no Tea Party há quem ache que Obama é comunista. Mas o Tea Party derrotou esmagadoramente um Obama que há um ano parecia invencível e pode estar aí para durar. Pode, mas não é certo.
Movimento populista, grosseiro nas críticas, como é típico na chamada vox populi, fundamentalista religioso nalguns sectores, mas liberal-libertário noutros, o Tea Party exprime a desconfiança face ao estado, ao big government que é genética na democracia americana. Só o afastamento dos democratas e de Obama dessa fonte original, querendo fazer política “à europeia”, explica muito do radicalismo das suas críticas.
O individualismo também lá está, mas é o individualismo que Stuart Mill descreveu nestes termos: “apenas a parte da conduta de cada um que se reflecte na sociedade diz respeito a outros. Na parte que apenas diz respeito a si próprio, na sua independência é absoluta. Sobre si próprio, sobre o seu corpo e a sua mente, o individuo é soberano”. Claro que para muita gente que vai para a rua e votou nos candidatos apoiados pelo Tea Party, este individualismo é genuinamente contraditório, por um lado são contra a liberdade nas condutas sexuais, por outro não querem o governo a decidir a que médicos podem ir, quando podem.

Reposição De Fronteiras

Devido á cimeira da NATO, o acordo de Schengen encontra-se suspenso em território nacional (algo que não acontecia desde o Euro 2004). O primeiro balanço? Entre as zero horas de ontem e as 10 da manhã de hoje, foram controladas mais de 35 mil e 700 pessoas tendo sido detidas 11 e proibidas de entrar no país 47. Dir-me-ão que são números residuais, não concordo: Como dizia um ex-PM "é só fazer as contas" ao número de detidos / impedidos de entrar cá por hora. Utilizando a mesma "métrica" para os 25 anos de tratado, chegamos a dois "números teóricos": Mais de 70 mil detidos e cerca de 300 mil "não entradas"... 

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Música - 10:15 Saturday Night

Cure

Música - Three Imaginary Boys

Cure ao vivo em 1979 e 2009





Walk across the garden

In the footsteps of my shadow
See the lights out
No one's home
In amongst the statues
Stare at nothing in
The garden moves
Can you help me?

Close my eyes
And hold so tightly
Scared of what the morning brings
Waiting for tomorrow
Never comes
Deep inside
The empty feeling
All the night time leaves me
Three imaginary boys

Slipping through the door
Hear my heart beats in the hallway
Echoes
Round and round
Inside my head
Drifting up the stairs
I see the steps behind me
Disappearing
Can you help me?

Close my eyes
And hold so tightly
Scared of what the morning brings
Waiting for tomorrow
Never comes
Deep inside
The empty feeling
All the night time leaves me
Three imaginary boys sing in my
Sleep sweet child
The moon will change your mind

See the cracked reflection
Standing still
Before the bedroom mirror
Over my shoulder
But no one's there
Whispers in the silence
Pressing close behind me
Pressing close behind
Can you help me?
Can you help me?
Can you help me?

Música - Another Day

Cure

Disco - Three Imaginary Boys

Album de estreia para os Cure em 1979. Ouvido a esta distância, revela muito mais pistas para o que se seguiria, do que poderá parecer á primeira vista. A sonoridade revela muitas influências Punk, a escrita (e a voz) de Smith (com 20 anos na altura) ainda estão longe do seu apogeu. Não sendo um disco magnifico ("apenas" muito bom), deixa a porta aberta, para a magnificiência futura.

Literary Football Discusion

Monty Phyton em 1969

Porcos ?

Portugal-Ireland-Greece-Spain. Evidentemente que não é o nome a razão da crise, mas que não é nada bonito não é. 

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Disco - The Serpent´s Egg

"Atmosferas" clássicas, medievais, pop, étnicas, exóticas, de igreja, etc, etc. É um trabalho de excepção, o qual nos permite "navegar" por caminhos invulgares. Foi publicado pelos Dead Can Dance em 1988

Música - Ullyses

Dead Can Dance

Música - Orbis De Ignis

Dead Can Dance

Música - Echolalia

Dead Can Dance

Pela Parte Que Me Toca

Dispenso mais "desenhos"

sábado, 13 de novembro de 2010

Música - Greatest Woman On Earth

Hans Zimmer, banda sonora de As Good As It Gets

Filme - Melhor É Impossível

Realizado em 1997 por James L(awrence) Brooks, arrecadou 2 Oscares ( Jack Nicholson como Melhor Actor Principal, e Helen Hunt como Melhor Actriz Principal) em 7 nomeações (Greg Kinnear foi nomeado para Melhor Actor Secundário, assim como a Montagem, a banda sonora de Hans Zimmer, o filme em si e o argumento original do realizador em parceria com Mark Andrus). Melvin (Nicholson) é um escritor homofóbico, anti-social e racista. Carol (Hunt) é uma empregada de mesa, mãe solteira e com um filho profundamente doente. Simon (Kinnear) é um artista homossexual. A vida destas 3 pessoas (derivada dos "acasos" da vida) vai-se cruzar, mudando a perspectiva de cada um face ao mundo. Um filme muito inteligente (apesar do seu registo de comédia dramática), assente (fundamentalmente) nos actores e no argumento

Luis Amado

Um dos melhores (senão o melhor) ministro do actual governo, concedeu uma entrevista ao Expresso, a qual é 100% certeira. O único problema é que Passos Coelho nunca aceitará ser nº 2 de Sócrates. Um governo de coligação? Admito a sua possibilidade, mas apenas com outro PM.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Música - Hells Bells

AC/DC ao vivo neste ano de 2010. Alguém acredita que Angus Young já conte com 55 primaveras, o seu irmão Malcolm com 57 e Brian Johnson com 53?. O original encontra-se em 1980 (Back In Black)

Música - Bad Boy Boogie

As duas partes deste original de Let There Be Rock (1977), ao vivo em 2001, os AC /DC (Alguém duvida da genialidade de Angus Young, enquanto guitarrista e entertainer, após estes quase 16 minutos e meio?...). "One Man Show"? Evidentemente...


Filme - Minutos Contados

Realizado em 1995 por John Badham, parte de um argumento simples (Patrick Sheane Duncan), e apesar de intuirmos que tudo vai acabar bem, consegue agarrar-nos exemplarmente. Um contabilista (Gene Watson - Johnny Depp) vindo do funeral da sua esposa, chega de comboio a Los Angeles acompanhado da sua filha de 6 anos Lynn (Courtney Chase). A criança é raptada pela dupla Smith (Christopher Walken) e Jones (Roma Maffia), a qual vai propor a Watson um acordo: A vida da criança em troca do assassinato da Governadora Eleanor Grant (Marsha Mason) no espaço máximo de 90 minutos. Qual o grande segredo do filme? O "real time", ou seja, não existem cortes, cada minuto de filme corresponde a um minuto real e filmar assim, é um exercicio na "ponta do arame", exercicio esse, que Badham supera imaculadamente.  

Uma Boa Notícia, Mas...

O nosso PIB subiu 1.5% face ao período homólogo e 0,4% face ao trimestre anterior. Claro que é bom, mas o ponto de partida era (é)  um desastre. É preferível um aluno passar de (p.ex) 2 negativas para 1, do que de 2 para 3, agora ninguém embandeire em arco... 

Visões Do FMI

Não é um "bicho papão" para o ex-(quase) tudo Mário Soares. Para outros (cada vez mais) é uma espécie de palhaço Tiririca...

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Música - The Same Deep Water As You

Cure ao vivo em 2002 , um original de Desintegration (1989)



Kiss me goodbye
Pushing out before I sleep
Can't you see I try
Swimming the same deep water as you is hard
"The shallow drowned lose less than we"
You breathe
The strangest twist upon your lips
"And we shall be together... "

"Kiss me goodbye
Bow your head and join with me"
And face pushed deep
Reflections meet
The strangest twist upon your lips
And disappear
The ripples clear
And laughing
Break against your feet
And laughing
Break the mirror sweet
"So we shall be together... "

"Kiss me goodbye"
Pushing out before I sleep
It's lower now and slower now
The strangest twist upon your lips
But I don't see
And I don't feel
But tightly hold up silently
My hands before my fading eyes
And in my eyes
Your smile
The very last thing before I go...

Iwill kiss you I will kiss you
I will kiss you forever on nights like this
I will kiss you I will kiss you
And we shall be together...

Governo: “Não está previsto pedir ajuda do FMI”

Artigo de Rodrigo Moita de Deus
.
Gosto do "previsto". Mas gosto especialmente do "pedir ajuda". Claro. Pedir ajuda.

Não Fosse A AdC Alérgica Ao Produto (Deve Ser Do Cheiro) Talvez Fosse Possível Perceber Alguma Coisa

O Automóvel Club de Portugal (ACP) diz que o combustível vendido nas estações de serviço de baixo custo da Galp, a Galp Base, é igual ao vendido nos outros postos de abastecimento.
Em comunicado, a ACP diz ter realizado “testes em laboratórios internacionais que provam que tem razão: os combustíveis vendidos no porto Galp Base, de Setúbal, têm aditivos, caindo por terra a justificação apresentada pela Galp (a ausência de aditivos) para a redução de preços”.
Segundo o ACP, “numa iniciativa inédita e insólita, anunciada publicamente pela GALP em 7 de Outubro de 2010 no Parlamento, a GALP decidiu recorrer aos Tribunais para tentar impedir o ACP de livremente intervir na defesa dos interesses dos consumidores, pela maior transparência na fixação dos preços dos combustíveis, independentemente do efeito que isso poderá ter nos elevados lucros das empresas gasolineiras”.
A ACP decidiu, por isso, apresentar na passada segunda-feira a contestação ao processo judicial, “defendendo-se deste ataque sem precedentes contra o seu papel na sociedade portuguesa”.
O ACP adianta ainda ter feito um levantamento de preços praticados nas lojas da Galp, “que provam que os preços praticados, para produtos diferentes de combustíveis (como água, refrigerantes, cerveja, chocolates, bolachas, etc), são entre 70 e 100 por cento mais caros que os praticados no mercado em geral”. Segundo a associação, isto “desfaz a outra justificação apresentada pela GALP para a diferença de preços (menores custos por não existir loja no posto Galp Base)”.
O ACP refere que era a Autoridade da Concorrência que deveria ter conduzido os testes e levantamentos aos preços e pede agora que a entidade presidida por Manuel Sebastião “não ignore as evidências que resultam deste processo judicial e decida finalmente intervir de imediato no cumprimento dos seus deveres”. (Noticia do Público)
.
Galp garante não juntar aditivos. Carlos Barbosa diz ter provas e acusa petrolífera de não querer baixar os preços
O posto de combustível de baixo custo que a Galp abriu em Setúbal há dois meses desencadeou uma "guerra aberta" entre a petrolífera e o Automóvel Clube de Portugal (ACP). A associação dirigida por Carlos Barbosa desmentiu ontem a Galp, garantindo que realizou testes aos combustíveis e que, afinal, a gasolina apresenta os mesmos aditivos que existem nas bombas regulares. A Galp insiste que não junta aditivos e vai processar o presidente do ACP.
Carlos Barbosa assegura ter em sua posse provas, resultantes de testes realizados em laboratórios internacionais a várias amostras, que comprovam que o posto da Galp Base, sedeado na Avenida Infante D. Henrique, em Setúbal, tem um combustível igual ao que a petrolífera detém do lado oposto da rua, embora apresente preços mais baixos, que já chegaram a rondar os 17 cêntimos por litro.
Segundo Carlos Barbosa, ficará aqui demonstrada "a má vontade da Galp" para fazer baixar o preço dos combustíveis em todos os postos do País, alegando que estes testes "fazem cair por terra a justificação apresentada pela empresa para a redução de preços".
Porém, a petrolífera não acredita que o ACP tenha as provas, reafirmando que todos os postos da Galp que vendem mais barato não têm os aditivos que melhoram a performance dos motores.
Só que a petrolífera não se fica pelas palavras, tendo já anunciado que interpôs uma acção judicial contra o presidente do ACP e contra a própria instituição, sentindo-se lesada pelas "posições tendenciosas que põem em causa a Galp Energia." A empresa alega que as declarações de Carlos Barbosa colocam em causa a "imagem e o bom nome" da petrolífera, "com consequências económicas negativas", segundo o comunicado da empresa. Ainda assim, o ACP reclama agora a intervenção da Autoridade da Concorrência (AdC), justificando que é a este organismo que competirá realizar testes que dissipem as dúvidas sobre uma eventual concorrência desleal. Diz Barbosa que a AdC "podia e devia ter realizado os mesmos testes e levantamentos realizados pelo ACP", pedindo que "não ignore as evidências que resultam deste processo judicial e decida finalmente intervir de imediato no cumprimento dos seus deveres." No entanto, contactada pelo DN, a AdC recusou fazer comentários sobre o assunto.
Indiferentes à polémica, os automobilistas que ontem à tarde abasteciam no posto da Galp Base sadina não escondiam a surpresa face à notícia avançada pelo ACP, garantindo a maioria dos condutores - que ontem poupavam à ordem de 15 cêntimos por litro de gasolina - não notarem qualquer diferença. "O rendimento do carro é exactamente o mesmo", sublinha Aniceto Carvalho, enquanto Paulo Pinto referia: "Desde que esta bomba abriu, nunca mais fui a outra".
Foi preciso esperar por Madalena Picão Fernandes para ouvir a reacção mais calculista. "Eu também costumo abastecer aqui, mas, por vezes, parece-me que o carro está a queimar mal. Já fui à oficina e o mecânico aconselhou--me a mudar. Só que a vida está tão cara..." (Notícia do DN)

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Música - All We Ever Wanted Was Everything

Bauhaus, album de 1982 The Sky´s Gone Out, aqui ao vivo em 1998

A Solução Para O Nosso Défice É Que Não Deve Ser

Ainda ninguém conseguiu explicar "preto no branco" este fenómeno observado ontem nos céus da California

7,34%

Foi o número "não mágico" atingido hoje...

Alguém Percebe Como É Que Isto Tudo Funciona?

O governo recuou (e muito bem) na decisão de não permitir  ás IPSS  o reembolso do IVA, prepara-se para permitir que todas as Igrejas (e não apenas a Católica como estava inicialmente previsto) beneficiem desse reembolso  (a medida inicial parece-me inconstitucional), também já recuou no IVA do leite com chocolate, e estamos á espera do que se segue. Se com o acordo com o PSD já faltavam 500 milhões de euros, agora faltam 600 milhões para cumprir o objectivo definido para o nosso défice de 2011. Repito, a questão não são os recuos do governo, a questão é a maneira como se fazem contas que depois já não são bem assim. Imaginem que um qualquer cidadão resolve deixar de comer para pagar a dívida ao banco, depois pensa e percebe que não pode deixar de comer, e continua a comer. A dívida ao banco? Não me façam perguntas dificeis...

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Música - Peanuts

Tindersticks com Mary Margaret O´Hara

Música - Piano Music

Tindersticks

Música - Falling Down A Mountain

Tindersticks

Disco - Falling Down A Mountain

Disco de 2010 para os Tindersticks, o primeiro com o selo da 4 a.d., com 2 novos elementos (Earl Harvin e David Kitt) e ainda a presença de Mary Margaret O´Hara. O disco? A habitual qualidade, e mais "toque" menos "toque" a matriz sonora da banda mantem-se (quase) igual ao 8º disco de originais e após 18 anos de carreira, e na verdade para quê inventar?

Quando Pensamos Que A Justiça Não Pode Descer Mais, Temos Sempre Mais Qualquer Coisinha...

O julgamento do Processo Casa Pia pode ser considerado nulo.

Números Mágicos Não Existem

Citando o Sr Ministro Da Economia, mas certos números não deixam antever nada de bom, e o número do dia é 7,02...

Um Facto

Incontornável

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Sempre A Subir

Os juros da dívida pública continuam a sua subida a caminho dos 7%

Música - Welcome To The Machine

Pink Floyd ao vivo em 1989, um original de Wish You Were Here (1975)



Welcome my son, welcome to the machine.
Where have you been?
It's alright we know where you've been.
You've been in the pipeline, filling in time,
Provided with toys and 'Scouting for Boys'.
You bought a guitar to punish your ma,
And you didn't like school, and you
know you're nobody's fool,
So welcome to the machine.

Welcome my son, welcome to the machine.
What did you dream?
It's alright we told you what to dream.
You dreamed of a big star,
He played a mean guitar,
He always ate in the Steak Bar.
He loved to drive in his Jaguar.
So welcome to the Machine.

domingo, 7 de novembro de 2010

Presidenciais 2011 - XXII

Música - The Boy With The Thorn In His Side

Smiths



The boy with the thorn in his side

Behind the hatred there lies
A murderous desire for love
How can they look into my eyes
And still they don't believe me ?
How can they hear me say those words
Still they don't believe me ?
And if they don't believe me now
Will they ever believe me ?
And if they don't believe me now
Will they ever, they ever, believe me ?
Oh ...

The boy with the thorn in his side
Behind the hatred there lies
A plundering desire for love
How can they see the Love in our eyes
And still they don't believe us ?
And after all this time
They don't want to believe us
And if they don't believe us now
Will they ever believe us ?
And when you want to Live
How do you start ?
Where do you go ?
Who do you need to know ?

Oh ...
Oh no ...
Oh ...
Laa ...

Música - I Know It´s Over

Smiths

Música - Frankly, Mr Shankly

Smiths



Frankly, Mr. Shankly, this position I've held
It pays my way, and it corrodes my soul
I want to leave, you will not miss me
I want to go down in musical history

Frankly, Mr. Shankly, I'm a sickening wreck
I've got the 21st century breathing down my neck
I must move fast, you understand me
I want to go down in celluloid history, Mr. Shankly

Fame, Fame, fatal Fame
It can play hideous tricks on the brain
But still I'd rather be Famous
Than righteous or holy, any day
Any day, any day

But sometimes I'd feel more fulfilled
Making Christmas cards with the mentally ill
I want to live and I want to Love
I want to catch something that I might be ashamed of

Frankly, Mr. Shankly, this position I've held
It pays my way and it corrodes my soul
Oh, I didn't realise that you wrote poetry
I didn't realise you wrote such bloody awful poetry, Mr. Shankly

Frankly, Mr. Shankly, since you ask
You are a flatulent pain in the arse
I do not mean to be so rude
Still, I must speak frankly, Mr. Shankly

Oh, give us your money !

Música - The Queen Is Dead

Smiths

Disco - The Queen Is Dead

Foi lançado em 1986 pelos Smiths e é muito fácil de perceber o motivo pelo qual aparece em inúmeras listas como um dos melhores discos de sempre. Á escrita "corrosiva" de Morrissey alia-se a facilidade da banda em compor músicas 100% eficientes. Apesar da grandeza do disco, começa aqui o fim da banda (que seria consumado no ano seguinte): Morrissey e Marr (com problemas de bebida) não conseguem conciliar os seus enormes egos, Rourke tem problemas com a heroína (saiu para depois regressar). Problemas á parte, fica um daqueles discos para a história. Alain Delon (foto de 1965) é a pessoa que aparece retratada na capa do disco  

sábado, 6 de novembro de 2010

Música - The Medicine Show

Dream Syndicate

Música - Bullet With My Name On It

Dream Syndicate

Disco - Medicine Show

Disco de 1984 para os Dream Syndicate. Acima de tudo rock profundamente honesto. "Indie Rock"? Dou de barato, mas repito que acima de tudo temos "o bom e velho rock`n`roll", assente em guitarras, bateria e textos de qualidade...

Nunca Voltes Ao Lugar Onde Já Foste Feliz

Não concordo. A 2ª vez nunca é igual à 1ª, a 3ª vez nada tem a ver com a 2ª e com a primeira, e por aí fora. Nada se repete? Verdade, mas "recordar é viver", e por vezes (demais?) é o único escape...

Quem Anda A Tramar Fernando Nobre?

Não sei se Nobre avançou para a Presidência por sua livre e expontânea vontade, ou se foi "empurrado" (Um dia saberemos a verdade). Todos reconhecemos o seu notável trabalho, mas ninguém o vê como PR. Choca-me saber que o candidato acumulou uma dívida de cerca de 160 mil euros ao dono da sua sede em Lisboa (por não pagar a renda - 18 mil euros mensais (?!)) e fico ainda mais chocado por saber que foi feito um pagamento em "cash" (2 prestações de 10 mil euros) de 20 mil euros para regularizar (parcialmente a dívida), quando a lei das campanhas eleitorais proibe qualquer pagamento em "cash" superior ao ordenado mínimo nacional. Perante a lei Nobre cometeu um crime punível com pena de prisão entre 1 e 3 anos. Algo nesta candidatura corre profundamente mal, e não me parece que Nobre seja o culpado nº1.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Música - Burn

Dream Syndicate, album Medicine Show (1984)

Música - Fade Out

Guadalcanal Diary, album Flip Flop (1989)

Convidamos Os Srs Para Entrar, Ou Ficamos Á Espera Que Se Façam Convidados?

"Caça ás Bruxas", é algo que não faz parte do ADN deste blogue, mas certas coisas são verdadeiramente espantosas...Admito que a esmagadora parte do nosso problema derive de externalidades negativas, agora não me tomem por parvo: O Sr PM passou muito tempo a "assobiar para o ar" perante a crise e acabou (melhor, não acabou, começou...) por apresentar um orçamento que é o que se sabe. Muito mais surreal é a postura do Sr Ex-PR Jorge Sampaio, o qual fala quase todos os dias, quando o bom senso aconselhava que estivesse calado. O pai da famosa frase "existe vida para além do défice" (a qual serviu unicamente para a sua mui peculiar agenda pessoal) dá a ideia que pretende, não só, justificar-se, como por uma "pedra" em cima do assunto. É um direito que lhe assiste, mas é muito tarde, a sua escolha está a fazer o seu doloroso caminho.

Livro - O Relatório Chapman

Publicado em 1960 por Irving Wallace, é um livro profundamente provocador e perturbador...O Dr George Chapman está a desenvolver um estudo sobre a sexualidade feminina e vai-se centrar na vida de 4 mulheres: Sarah (uma mulher de meia idade, casada, com dois filhos e com um "affair" extra-conjugal), Kathleen (uma viúva de 26 anos que se acha frigida), Naomi (29 anos, divorciada, ninfomaniaca e alcoolica)  e Teresa  (28 anos, casada, uma mulher "moderna", inteligente e romântica). Wallace desenvolve a sua escrita "fluida", com uma perfeita conjugação entre personagens "reais" e "ambiente envolvente". Muito bom.

Abrimos Gentilmente A Porta, Ou Ficamos Á Espera Que A Arrombem?

Portugal está a ser empurrado para o abismo pelos mercados onde operam investidores e especuladores de dívida pública, reconhece o Fundo Monetário Internacional (FMI). Diz a instituição que os mercados já estão a apostar numa "quase certa" falência do país em breve, que assim será obrigado a recorrer ao fundo de apoio do FMI e da União Europeia (UE), à imagem da Grécia.
A instituição constata que as melhorias previstas nas contas públicas até são significativas (e não conta ainda com as medidas do Orçamento aprovado esta semana) e que em condições normais estas dariam resultados positivos no alívio dos estrangulamentos no crédito.
Num estudo ontem apresentado, intitulado "Fiscal Monitor", o FMI revela que, na verdade, "a ocorrência de eventos de crédito em algumas economias avançadas é quase certa" aos olhos dos mercados.
Um "evento de crédito" pode ser a falência (default) do país ou a ocorrência de falhas graves no pagamento das prestações devidas aos credores internacionais. Portugal, Grécia e Irlanda são apontados como os países onde a situação é mais negra. A Grécia já está a recorrer ao fundo FMI/UE.
O Fundo lamenta que os mercados possam estar a "sobrestimar" o risco de incumprimento (default) dos países problemáticos, mas concede que a probabilidade de ocorrerem estes eventos é mais alta hoje do que no passado. "O risco de materialização destes eventos permanece elevado em termos históricos no que respeita às economias avançadas - especialmente aquelas que já estão sob pressão dos mercados", escreve o FMI.
A instituição conta que "o crescente pessimismo [dos mercados] afectou alguns países da área do euro", que "o sentimento estabilizou em Maio-Junho nos países sob pressão (Grécia, Irlanda, Portugal) com a criação da Facilidade Europeia de Estabilidade Financeira", mas que "os receios dos investidores reemergiram recentemente, apesar das perspectivas orçamentais terem melhorado a um ritmo muito mais rápido que o esperado".
Os mercados estão a apostar quase a 100% na ocorrência de um default em Portugal. O FMI insiste que esses mercados - bancos e fundos estrangeiros que dantes compravam dívida portuguesa e que agora fecharam a torneira - podem estar a "sobrestimar o risco de bancarrota" das nações mais problemáticas, impondo juros cada vez mais elevados. O pior, admite o FMI, é que a margem dos países altamente deficitários e endividados para inverter a noção e o sentimento que o exterior tem relativamente a eles é hoje mais estreita que nunca. (Noticia do I)

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Os Mercados Internacionais Continuam A Não Confiar Em Nós.

Os juros da dívida pública (a 10 anos) atingiram hoje um valor record: 6.66%, valor esse, que se aproxima dos 7% que Teixeira dos Santos entende como sendo o limite para Portugal não recorrer a ajuda externa. José Socrates não vê motivo nenhum para essa subida (até poderá ter razão, mas na verdade "who cares"?) e insiste que não necessitamos de ajuda externa. Espero bem que não, mas caso seja necessária, espero igualmente que o Sr PM seja minimamente humilde...

Música - Blind Dumb Deaf

Cocteau Twins

Música - Wax And Wane

Cocteau Twins

Música - Garlands

Cocteau Twins

Disco - Garlands

Disco de estreia dos Cocteau Twins em 1982.Guitarras distorcidas, um baixo cadênciado e uma bateria electrónica a acompanhar a monumental voz de Elizabeth Frazer. Com o tempo, a banda foi suavizando o seu som (neste trabalho muito cru e por vezes quase perturbador, bebendo muito na sonoridade gótica) e aproveitando cada vez melhor a voz de Frazer. É um muito bom disco? É, mas longe dos monumentais Head Over Heels, Treasure, Victorialand e Blue Bell Knoll.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Já Temos OE 2011...

O PS votou a favor, o PSD escolheu a abstenção e os restantes partidos chumbaram o documento. Ninguém pense que é o fim da história, é apenas o seu início...

Música - Paísportugal

Banda do Casaco

Música - Ont´á Noite

Banda do Casaco

Música - Dez-Onze-Doze

Banda do Casaco

Disco - Hoje Há Conquilhas Amanhã Não Sabemos

Um dos mais arrojados projectos musicais nacionais de sempre, a Banda do Casaco (cuja composição teve inúmeras alterações ao longo do tempo) publicou 7 discos entre 1975 e 1984 (este é o seu 3º e foi publicado em 1977). Uma mistura entre sons resgatados ao nosso folclore e música tradicional, com sons oriundos da pop, do rock progressivo, do folk e da música alternativa, tudo embrulhado em belos textos. Dúvidas? É ouvir. 

Eleições Americanas IV

As "mid-term elections" confirmaram aquilo que já se sabia: Os americanos estão insatisfeitos com Obama. O partido Democrata obtem o seu pior resultado desde 1994 e Obama o pior resultado de um presidente em exercicio desde 1948, em eleições a meio do mandato (o seu saldo negativo no pós eleições passou de 1.5 pp para 3.8 pp). Ainda sem todos os resultados disponíveis, fica a análise  
Câmara dos Representantes: Mais de 60 cadeiras (cerca de 15% do total) mudaram do lado Democrata para o Republicano.
Senado: Os Democratas continuam em maioria, mas os resultados falam por si: dos 37 lugares em disputa, até ao momento, 24 foram para os Republicanos (2 via Tea Party) e 11 para os Democratas (como o ponto de partida era Democratas 40 Republicanos 23, estamos com 51 a 47)
Governadores: Os Republicanos passaram de 24 para 32 (1 via Tea Party) , os Democratas de 26 para 17 e o independente Lincoln Chafee foi eleito em Rhode Island

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Missão Impossível: Agradar A Sócrates E A Louçã Ao Mesmo Tempo

O candidato presidencial Manuel Alegre escusou-se hoje a indicar se apoia a greve geral convocada para o final deste mês, considerando não caber a um candidato à Presidência da República «apoiar ou não apoiar» a paralisação.
«Não tenho que apoiar ou não apoiar. Eu sou um candidato à Presidência da República, que está nestas eleições (.) com um sentido de responsabilidade. Não cabe a um candidato à Presidência da República estar a fazer ou não apelos à greve», disse, no final de uma audiência com a direcção da CGTP.
De resto, Manuel Alegre especificou que o encontro com o líder da CGTP, Carvalho da Silva, e outros membros da direcção da Intersindical - que se repetirá à tarde com a UGT - tem apenas como significado a importância que atribui ao «diálogo com os sindicatos».
«O facto de eu estar aqui tem um significado, tal como o facto de ir estar com a UGT tem um significado (.) é um diálogo importante que se mantenha entre os responsáveis políticos e uma central sindical tão importante como é a CGTP», afirmou.
Acompanhado pela sua mandatária nacional, Maria de Belém, e por apoiantes como Paulo Sucena, o candidato presidencial adiantou que a greve geral de 24 de Novembro foi tema da reunião.
«Foi-nos dito que [a greve] tem essa perspectiva de futuro, de um alerta à sociedade, de um despertar, e visa sobretudo dar a sua contribuição para a resolução dos problemas», relatou. (Notícia da Lusa)

Horário De Verão E Horário De Inverno

Uma vez por ano adiantamos os relógios, uma vez por ano fazemos o inverso (foi o que aconteceu no último Domingo). Admito que tenha (embora não me pareça) um horário diferente da generalidade dos Portugueses, admito que não perceba nada "da coisa", admito isso tudo, a única certeza que tenho é que o horário de inverno resulta num maior consumo de energia, no que á minha pessoa respeita. (Levanto-me e acendo a luz, chego a casa e acendo a luz). Se este horário é patrocinado pela EDP, fará algum sentido, caso contrário...Já agora uma pergunta básica: Sendo Espanha o único país com o qual fazemos fronteira, porque motivo não funcionamos no mesmo fuso horário?

Música - Alvorada, Tio Lérias!

Banda do Casaco, album de 1977, Hoje Há Conquilhas Amanhã Não Sabemos

Livro - Leviatan ou a Matéria, Forma e Poder de um Estado Eclesiástico e Civil

Publicado por Thomas Hobbes  em 1651 continua a ser lido de várias formas. Há quem o veja como a defesa de um estado totalitário, há quem o veja como uma forma de garantir a paz através de um contrato social, há quem o veja como a anulação do individuo perante o estado, etc, etc. Seja qual for a sua interpretação, faz parte daquele grupo de livros essenciais para a comprensão da moderna ciência política.